VÁRZEA GRANDE

DESTAQUE

Centro-Norte concentra maioria dos casos de roubos e furtos em Cuiabá

Publicado em

DESTAQUE

Presença de usuários de drogas na região é um dos potencializadores dos crimes contra o patrimônio

Da Redação

 

Conhecida como ‘Ilha da Banana”, a região entre as Avenidas Coronel Escolástico e da Prainha concentra um dos principais pontos de vendas de drogas na Capital e também locais de roubo a pessoa, como indica a análise criminal da Coordenadoria de Estatísticas da Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp-MT).

De janeiro a 30 de abril, foram registrados 3.550 roubos (crime contra o patrimônio mediante violência) em Cuiabá, 27% a menos do que no mesmo quadrimestre de 2016. Também foi observada a redução nos registros de furtos (crime contra o patrimônio mediante violência) na Capital, baixando 10% em relação a 2016. Foram 4.466 casos contra 4.978 no ano anterior.

Contudo, a maioria dos casos de roubo a pessoa se concentram na região Centro-Norte de Cuiabá, nas imediações da Ilha da Banana, Morro da Luz, Beco do Candeeiro. Foram registrados 153 casos de roubos a pessoa no período de 1º de janeiro a 21 de maio, naquela região, enquanto no Centro-Sul foram 93 casos. Os períodos entre 18h e 21h e as terças-feiras são os que apresentam casos mais frequentes de assaltos.

“A área central não se trata apenas de um problema de segurança pública, mas um problema social, que precisa envolver outros órgãos imbuídos na mesma missão. Já fizemos quatro ou cinco operações em conjunto. Surtiram resultados, mas precisamos que a Prefeitura atue também ali. As operações são feitas e os números estão caindo”, comentou o comandante regional de Cuiabá, coronel PM Edgar Maurício Monteiro Domingues.

Leia Também:  Rio de Janeiro tem 17 mil casos confirmados de coronavírus

Os crimes contra o comércio na Capital ocorrem, geralmente, nos sábados, das 15h às 18h. Já nas residências, costumam ocorrer nas quartas-feiras, entre as 21h e a meia-noite. No período de janeiro a 21 de maio, o bairro Pedra 90 foi o que mais registrou casos de roubos: 18.

“Em relação aos bairros, a análise criminal mostra que o Pedra 90 subiu um pouco e, com base nisso, vamos intensificar o policiamento nessa região com intuito de baixar esses índices”, disse o coronel Maurício.

De acordo com a delegada titular da Delegacia de Roubos e Furtos de Cuiabá, Luciani Barros, a repressão aos roubos e furtos cometidos na região central passa também por políticas públicas de prevenção e tratamentos aos usuários de drogas, que se concentram na localidade. A delegada ponderou que a região conhecida como “Ilha da Banana” é um dos pontos que mais demandaram atenção das forças policiais, por ser ali foco de dependentes químicos que cometem pequenos delitos para compra de entorpecentes.

“Fizemos um trabalho junto com a Politec (Perícia Oficial e Identificação Técnica), focado na ‘Ilha da Banana’, no sentido de conduzir os moradores e frequentadores, para fazer a identificação civil e criminal e, assim, facilitar o reconhecimento fotográfico”, disse.

A delegada lembrou que a Delegacia Especializada de Repressão a Entorpecentes (DRE), em atenção a essa problemática, fortaleceu o trabalho de repressão às denominadas “cracolândias” e o fechamento de bocas de fumo em bairros da região central, assim como nos periféricos, para ajudar na redução das estatísticas dos crimes patrimoniais e contra a vida.

Do outro lado da ponte

 

Em Várzea Grande, a redução de roubos foi de 29%, baixando de 1.982 casos em 2016 para 1.404 de janeiro a 30 de abril. Os roubos contra pessoa ocorrem das 18h às 21h, nas segundas-feiras, e nas quartas-feiras, das 18h às 21h, foram registrados os casos mais recorrentes de crimes contra o patrimônio. Na sexta-feira, das 12h às 15h, são mais intensos os crimes contra o comércio.

Leia Também:  Covid-19: Brasil registra 53 mortes e 22,5 mil casos em 24h

O centro de Várzea Grande e o Cristo Rei concentram os casos de crimes contra a pessoa e contra o comércio. Já o Jardim Eldorado e o Jardim Itororó registraram os casos de roubo a residência, com 13 e nove registros, respectivamente.

“Nós estamos focando o trabalho ostensivo para a repressão do roubo ao comércio e a pessoa na região central nos horários e dias de maior incidência. Conseguimos reduzir as ocorrências de roubos e estamos direcionando nossos trabalhos para dar resposta à sociedade. Trabalharemos, por meio do núcleo de análise criminal, junto à região central, que reúne maior número de comércios e circula mais dinheiro. Vamos visitar o comércio para direcionar os trabalhos e orientar os comerciantes num trabalho junto ao Conseg (Conselho de Segurança Pública) Central”, explicou o comandante regional de Várzea Grande, coronel Alessandro Ferreira da Silva.

Em Várzea Grande, a delegada Elaine Fernandes da Silva, titular da Delegacia de Roubos e Furtos (Derf-VG), informou que a unidade implantou o núcleo de pronta resposta aos locais de roubos. “Essa metodologia tem proporcionado um resultado extremamente positivo, pois aumentou o número de prisões em flagrante. Só na última semana, foram duas quadrilhas desarticuladas. Isso é reflexo de um trabalho sério que vem sendo desenvolvido pelos delegados, escrivães e investigadores”, afirmou.

COMENTE ABAIXO:
Propaganda
Clique para comentar

Você precisa estar logado para postar um comentário Login

Deixe uma resposta

DESTAQUE

Lançamento oficial do ‘Carnaval 2023’ será na segunda-feira (6)

A criançada poderá se divertir com apresentações Patrulha Canina (Tia Hanna). Haverá ainda a participação de Charanga do Mestre Cachaço, uma iniciativa que reúne artistas cuiabanos que exaltam a música popular brasileira.

Publicados

em

Foto: Davi Valle - Secom-Cuiabá

O secretário municipal de Cultura, Esporte e Lazer, Aluízio Leite, convida para o lançamento oficial do Carnaval 2023, em Cuiabá. Os detalhes serão divulgados na segunda-feira (6), na sede da Pasta, instalada na rua Barão de Melgaço, 3677, Centro, a partir das 15h.

Neste ano, a Prefeitura de Cuiabá irá promover a ‘Folia de Momo’ em três pontos da capital: a Praça da Mandioca, Praça 8 de Abril e no Calçadão Ricardo Franco. Serão seis dias da tradicional festa carnavalesca, e o primeiro ‘esquenta’ vai acontecer no próximo dia 12.

“Escolhemos esses locais por serem os que mais representam a nossa querida e amada Cuiabá. Com muita segurança e de forma gratuita, os foliões irão desfrutar de dias de muita alegria e tradição”, explicou.

O famoso “esquenta” será no próximo domingo (12), na Praça 8 de Abril. Nesse dia haverá premiação para os bichinhos que apresentarem as fantasias mais criativas. A programação incluirá ainda um desfile dos bichinhos e muitas marchinhas de carnaval com a banda Canoa de Prata.

A criançada poderá se divertir com apresentações Patrulha Canina (Tia Hanna). Haverá ainda a participação de Charanga do Mestre Cachaço, uma iniciativa que reúne artistas cuiabanos que exaltam a música popular brasileira.

Leia Também:  Audiência para concessão das Águas Quentes ocorre nesta quarta (05)

“Não podemos deixar de agradecer nossos parceiros e colaborares que estão sempre juntos com a Prefeitura de Cuiabá, ajudando manter a nossa cultura. A gestão Emanuel Pinheiro preza exatamente isso. Promover eventos que valorizem os nossos artistas locais”, finalizou o secretário.

Fonte: SECOM CUIABÁ

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

POLÍTICA

POLÍCIA

ESPORTE

ENTRETENIMENTO

MAIS LIDAS DA SEMANA