VÁRZEA GRANDE

DESTAQUE

Botelho destaca proposta da RGA e garante empenho à aprovação

Publicado em

DESTAQUE

Apoio do Legislativo será fundamental à aprovação da proposta do governo. Recursos do Fethab deverão ser destinados à Saúde

Da Redação

 

Os deputados da base governista deverão aprovar a proposta do Governo do Estado que prevê pagamento da Revisão Geral Anual (RGA) de 6,58%, para a recomposição das perdas salariais dos servidores estaduais referentes ao ano de 2016. O projeto deverá ser encaminhado à Casa de Leis na próxima semana. De acordo com o presidente, deputado Eduardo Botelho (PSB), que participou da coletiva à imprensa nesta sexta-feira (26), no Palácio Paiaguás, o projeto será colocado em discussão assim que chegar à ALMT.   

Botelho também destacou a união de forças de todos os setores, inclusive do agronegócio, para ajudar o governo estadual a superar a crise e manter os serviços essenciais funcionando.  

“O governo vai elaborar e nos encaminhar a proposta da RGA e vamos colocar para discussão o mais rápido possível, uma vez que há consenso entre os 19 deputados da base governista, que já concordaram com a proposta. Então, provavelmente, será aprovada”, explicou.

O presidente ainda esclareceu que, diante da crise que afeta a rede pública de saúde, o governo deverá sofrer críticas com o pagamento da RGA. “Muitos entendem que a prioridade deva ser a Saúde e que a RGA não deve ser paga diante dos graves problemas no setor. Contudo, defendemos a necessidade de pagar a RGA e discutimos a questão com o governador”, informou Botelho, ao ressaltar que as críticas vêm de setores que não querem mudanças na lei do Fethab, como o setor produtivo.

Leia Também:  Equipe indígena se destaca nos Jogos Escolares Mato-grossenses

É que a Assembleia defende e sugeriu ao governador a destinação de recursos do Fethab à Saúde, para resolver de forma emergencial, mesmo que essa proposta atrase o cronograma de obras. “O problema da saúde não é só do município, é do todo o estado. O setor produtivo tem que entender que os trabalhadores dependem da saúde pública e eles têm que dar essa contribuição. Precisamos sim de estradas, mas podemos muito bem atrasar o cronograma e salvar vidas, salvar essas pessoas que estão morrendo porque a União não está repassando os recursos para o setor”, finalizou o presidente.

Na coletiva, o governador Pedro Taques (PSDB) agradeceu ao presidente da Assembleia Legislativa e aos deputados da base de sustentação do governo no Legislativo. “Muito obrigado por esse apoio do Legislativo. O Estado de Mato Grosso não é só o Poder Executivo. E o Legislativo tem nos dado uma grande contribuição neste momento de dificuldade. Honramos todos os compromissos assumidos com os servidores”, disse o governador, ao destacar que negociação com os servidores é sempre possível, porém essa proposta apresentada representa o limite que o governo tem diante do quadro econômico que passa.

Leia Também:  Botelho conclama a população a participar do ‘Amigos do Rio Cuiabá’

RGA – Em detrimento da crise financeira, a proposta da RGA é pagar o índice de 6,58% em três parcelas, sendo as duas primeiras de 2,15% e a última de 2,14%, totalizando o Índice Nacional de Preço ao Consumidor (INPC) aferido no ano passado, levando em consideração que a soma dos percentuais é de juros compostos.

A proposta foi construída pelo governo com apoio dos deputados estaduais que fazem parte da base de sustentação no Legislativo. Neste primeiro momento, o Governo do Estado fez o compromisso de terminar de pagar os 11,28% da revisão de 2015. Por isso, serão acrescentados ao salário dos servidores 1,74% de aumento na folha de junho e outros 1,708% na folha de setembro desde ano, finalizando os 11,28%, quando somados os reajustes concedidos em setembro de 2016 (2,0%), janeiro (2,68%) e abril de 2017 (2,68%).

A primeira parcela da revisão deste ano será paga em janeiro, com índice de 2,15%. A segunda parcela será em abril de 2018, com acréscimo de mais 2,15%, e a última será quitada em setembro de 2018, agregando mais 2,14%, totalizando os 6,58%, com impacto de pouco mais de R$ 450 milhões no próximo ano.

COMENTE ABAIXO:
Propaganda
Clique para comentar

Você precisa estar logado para postar um comentário Login

Deixe uma resposta

DESTAQUE

Lançamento oficial do ‘Carnaval 2023’ será na segunda-feira (6)

A criançada poderá se divertir com apresentações Patrulha Canina (Tia Hanna). Haverá ainda a participação de Charanga do Mestre Cachaço, uma iniciativa que reúne artistas cuiabanos que exaltam a música popular brasileira.

Publicados

em

Foto: Davi Valle - Secom-Cuiabá

O secretário municipal de Cultura, Esporte e Lazer, Aluízio Leite, convida para o lançamento oficial do Carnaval 2023, em Cuiabá. Os detalhes serão divulgados na segunda-feira (6), na sede da Pasta, instalada na rua Barão de Melgaço, 3677, Centro, a partir das 15h.

Neste ano, a Prefeitura de Cuiabá irá promover a ‘Folia de Momo’ em três pontos da capital: a Praça da Mandioca, Praça 8 de Abril e no Calçadão Ricardo Franco. Serão seis dias da tradicional festa carnavalesca, e o primeiro ‘esquenta’ vai acontecer no próximo dia 12.

“Escolhemos esses locais por serem os que mais representam a nossa querida e amada Cuiabá. Com muita segurança e de forma gratuita, os foliões irão desfrutar de dias de muita alegria e tradição”, explicou.

O famoso “esquenta” será no próximo domingo (12), na Praça 8 de Abril. Nesse dia haverá premiação para os bichinhos que apresentarem as fantasias mais criativas. A programação incluirá ainda um desfile dos bichinhos e muitas marchinhas de carnaval com a banda Canoa de Prata.

A criançada poderá se divertir com apresentações Patrulha Canina (Tia Hanna). Haverá ainda a participação de Charanga do Mestre Cachaço, uma iniciativa que reúne artistas cuiabanos que exaltam a música popular brasileira.

Leia Também:  Petrobras aprova venda total de ações na BR Distribuidora

“Não podemos deixar de agradecer nossos parceiros e colaborares que estão sempre juntos com a Prefeitura de Cuiabá, ajudando manter a nossa cultura. A gestão Emanuel Pinheiro preza exatamente isso. Promover eventos que valorizem os nossos artistas locais”, finalizou o secretário.

Fonte: SECOM CUIABÁ

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

POLÍTICA

POLÍCIA

ESPORTE

ENTRETENIMENTO

MAIS LIDAS DA SEMANA