VÁRZEA GRANDE

DESTAQUE

Abertura do 2º simpósio em Mato Grosso reúne 750 pessoas na ALMT

Publicado em

DESTAQUE

Idealizado pelo deputado licenciado Wilson Santos, o simpósio discute políticas inclusivas para pessoas com distúrbios de aprendizagem

Da Redação

 

A Assembleia Legislativa do Estado de Mato Grosso (ALMT) sedia o II Simpósio sobre Dislexia em Mato Grosso com o tema “Um jeito de ser e de aprender”. O primeiro dia de evento reuniu cerca de 750 pessoas entre pesquisadores, professores e pais de disléxicos.  

Organizado e idealizado pelo deputado estadual licenciado Wilson Santos (PSDB), o II Simpósio foi aberto na noite desta quarta-feira (24), no Teatro Zulmira Canavarros, e encerra-se nesta quinta-feira (25). O evento busca discutir políticas públicas inclusivas para pessoas com distúrbios de aprendizagem (dislexia, disgrafia, disortografia e discalculia).

“A importância desse evento é irradiar que a dislexia não é uma doença, de que as pessoas que possuem esse distúrbio de aprendizagem podem perfeitamente conviver no ambiente familiar e escolar. Precisamos construir uma estrutura de Estado, especialmente na Secretaria de Educação, para preparar os professores, capacitá-los para diagnosticar a dislexia e impedir qualquer bullying”, disse Wilson Santos, que é também professor.

Wilson Santos destaca que a ideia do Simpósio da Dislexia em Mato Grosso para 2018 é torná-lo um simpósio regional.

“Já no ano que vem esse simpósio não será mais estadual, nós iremos transformá-lo num simpósio regional que abrangerá os estados de Mato Grosso, Mato Grosso do Sul Goiás e Distrito Federal. Neste agora estamos recebendo: professores, parlamentares, membros de secretarias de estados e municipais de educação de outros estados que está vindo conhecer a experiência de Mato Grosso”, pontuou Santos.

O deputado estadual de Brasília, Robério Negreiros (PSDB-DF), que veio a Mato Grosso a fim de conhecer a estrutura do evento, parabenizou o colega de partido pela iniciativa do debate.

“Eu vim de Brasília para aprender um pouco mais, colocar a Assembleia do Distrito Federal à disposição de Mato Grosso. Voltando para lá irei propor também um simpósio lá porque acredito que faltam debates acerca deste assunto, porque confesso que sou leigo nesse tema. Quero enfatizar meus agradecimentos ao colega Wilson Santos por me convidar a participar de um seminário que discute um assunto tão relevante e pouco lembrado pelos governos”, disse Robério Negreiros, durante o evento.

Leia Também:  Ao assumir vaga de Fávero na ALMT, Cattani reafirma compromisso por MT

O palestrante da 1° noite do evento foi Dr. Rafael Silva Pereira (Portugal), doutor em Ciências da Educação, pós-doutor em Ciências da Reabilitação, especialista em distúrbios de aprendizagem, diretor da Disclinica e apresentador do programa de televisão “Viagem pelo Cérebro”, da TV Lisboa, em Portugal.

O profissional falou por duas horas sobre dislexia, disgrafia, disortografia e discalculia. A dislexia, segundo Rafael Silva, “é uma transtorno de aprendizagem de origem neurobiológica. Essa dificuldade resulta tipicamente num déficit do componente fonológico da linguagem, que é inesperada em relação a outras habilidades cognitivas consideradas na faixa etária”, disse durante a palestra.

No decorrer da palestra, ele explicou que a discalculia é a capacidade abaixo da média para a realização de operações aritméticas, apesar do nível de inteligência normal, oportunidade escolar, motivação e estabilidade emocional.  Já a disortografia se dá pela dificuldade em fixar as formas ortográficas das palavras. Por fim, a disgrafia é uma alteração funcional no componente motor do ato de escrever, que afeta a qualidade da escrita.

Rafael Silva ressaltou que a pessoa com dislexia pode ter uma vida normal e, para se ter uma ideia, basta saber que algumas personalidades que se destacaram eram ou são disléxicos, dentre eles: Pablo Picasso, Albert Einstein, George Washington, Steven Spielberg, John Lennon, Tom Cruise, Orlando Bloom, Keanu Reeves, Dercy Gonçalves e muitos outros que se destacaram não apenas no mundo artístico, mas também empresarial, como o dono da rede McDonald’s, Ray Kroc.

Depoimentos – A primeira noite do Simpósio teve a participação de algumas mães, que fizeram depoimentos contando como foi para elas a descoberta de ter um filho com dislexia. Eryka Patricia Fernandes de Souza, disléxica e mãe do disléxico Vinicius Alves de Souza, 15 anos, emocionaram o público contando sua experiência com o transtorno. “Eu sofri muito na infância e até hoje tenho dificuldades, sofro preconceitos dentro da própria faculdade onde estudo. Hoje eu luto para que meu filho não passe pelo o que eu passei e ainda passo”, disse.

Leia Também:  Rotam prende quatro suspeitos, apreende 11 kg de droga e descobre central do tráfico

Outras mães, como Gabrielle Maria de Andrade e Marilda Alves da Silva Santos contaram suas histórias. O diretor executivo da Faculdade Evangélica Integradas Cantares de Salomão, Maury Borges da Silva, também palestrou durante o encontro.

“Para a Feics, essas ações fazem com que os acadêmicos e profissionais se aproximem e compreendam melhor o perfil do disléxico, e quando a faculdade abraça projetos como este do Simpósio sobre Dislexia em nosso estado aumenta nossa responsabilidade social e a importância do comprometimento da empresa com políticas publica de inclusão. Com isso nossa faculdade agradece a participação nesse segundo simpósio e acreditamos que, momentos como esses são fundamentais para incentivar a troca de conhecimento das novas gerações”, concluiu Maury.

Participaram da mesa de debate, além do deputado Wilson Santos; o deputado estadual Robério Negreiros (PSDB-DF); o secretário-adjunto de Políticas Educacionais de Mato Grosso (Seduc-MT), Edinaldo Gomes de Sousa; Maria Ângela Nogueira Nico, vice-presidente da Associação Brasileira de Dislexia (ABD); diretor do Hospital de Câncer de Mato Grosso, Dr. Laudemi Moreira Nogueira; diretor-executivo da Faculdade Evangélica Integradas Cantares de Salomão, Maury Borges da Silva; Regina Lúcia Borges Araújo, presidente da União Nacional dos Conselhos de Mato Grosso e presidente do Conselho Municipal de Educação; secretário-adjunto de Promoção dos Direitos da Pessoa com Deficiência da Casa Civil, Marcione Mendes de Pinho; e representantes da Secretaria de Estado de Saúde.

COMENTE ABAIXO:
Propaganda
Clique para comentar

Você precisa estar logado para postar um comentário Login

Deixe uma resposta

DESTAQUE

Projeto oferece 100 vagas gratuitas para oficinas de balé clássico

As inscrições serão realizadas de forma presencial até 10 de fevereiro, no Shopping Goiabeiras.

Publicados

em

Foto - Alexandre Hudson

O projeto ‘Dança – uma oportunidade de aprendizado’ está com inscrições abertas para 100 vagas gratuitas em oficinas de balé clássico, que serão realizadas em Cuiabá. Podem participar crianças, adolescentes e jovens de famílias que recebem até um salário mínimo. As inscrições serão realizadas de forma presencial até 10 de fevereiro, no Shopping Goiabeiras.

O projeto tem patrocínio do Governo de Mato Grosso por meio da Secretaria de Estado de Cultura, Esporte e Lazer (Secel). É realizada pela Companhia das Artes e Associados – Cidarta, e inclui a participação na 15ª Mostra de Dança de Mato Grosso, que será realizada este ano em Cuiabá. Além das oficinas, os alunos também recebem o uniforme de balé e figurinos de dança para uso durante o espetáculo de encerramento das atividades.

Para participar, além da renda familiar de até um salário mínimo, os candidatos também precisam comprovar matrícula em escola pública e ter disponibilidade para participar das aulas entre 13 de fevereiro e 13 de maio. As oficinas serão realizadas no período vespertino, e os selecionados não precisam ter conhecimentos de dança.

Leia Também:  Ao menos 100 pessoas podem estar sob escombros em desabamento na Índia

Depois das inscrições, os candidatos participarão de uma seleção final que será realizada de 11 a 13 de fevereiro. As aulas ocorrerão na sequência e seguem até 13 de maio, quando os alunos irão participar de uma apresentação gratuita ao público, no Shopping Goiabeiras.

####
Inscrições presenciais para oficinas gratuitas de balé clássico
Prazo: até 10 de fevereiro
Local: Companhia das Artes e Associados – Cidarta, localizada no primeiro piso do Shopping Goiabeiras, em Cuiabá

Mais informações: (65) 99943-7748 (whatsapp) e telefone 3322-2426

Foto: Alexandre Hudson

FONTE – SECOM MT

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

POLÍTICA

POLÍCIA

ESPORTE

ENTRETENIMENTO

MAIS LIDAS DA SEMANA