VÁRZEA GRANDE

Claro e Escuro

Deu B.O. “Chapéu, bolo ou rasteira” que valeu o Senado

Publicado em

Claro e Escuro

Foto: JL Siqueira/arquivo

 

Reza a lenda na política de Mato Grosso, que se perdoa a traição, mas não os traidores, assim, um verdadeiro embate de titãs envolvendo terras, fazenda, soja, milho, algodão em milhões de investimentos e prejuízos, teriam provocado o rompimento dos laços, que já foram atados desde o período da corda de Sisal, passado pela fibra de endumax, mas nem o cabo de aço, conseguiu resistir a decepção da “traição”, do “balão” ou “chapéu”, já que a compra da fazenda era tida como certa, o que anoiteceu com uma proposta, amanheceu com novo dono. De acordo com informações dos celeiros, a fazenda até ganhou novo dono, que jogou fora o Senado e a vida pública em Mato Grosso.

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  A corrupção e o eleitorado
Propaganda

Claro e Escuro

Políticos nas mãos dos vereadores 2022 ou 2030?

Publicados

em

Foto: Megacurioso

Da Redação

 

Câmaras em recesso ou negociação? Em muitas Casas de Leis, o período dos primeiros dias do mês de julho, para muitos é encarado como recesso parlamentar, mesmo que neste ano de pandemia não se justifique, por outro lado, informações de bastidores apontam que os movimentos ficaram ainda mais intensos, entre os nobres vereadores e o gestor que exerceu o mantado no ano passado. Existem contas de gestão para serem apreciadas e votadas, uma eventual reprovação, compromete a vida do político, no mínimo pelos próximos oito (08) anos, para quem tem projeto em 2022, seja qual for a disputa, é melhor amarrar direitinho, do contrário só em 2030.

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Eleição ao Senado: com racha iminente e outros objetivos DEM e MDB definem seus pré-candidatos
Continue lendo

POLÍTICA

POLÍCIA

ESPORTE

ENTRETENIMENTO

MAIS LIDAS DA SEMANA